Select Menu


Vote na Radio



REDE NOVA ESPERANÇA de comunicação. Tecnologia do Blogger.

Ads 468x60px

.

nada

.

.

Copiloto da aerovane de Eduardo Campos era evangélico
Geraldo Magela Barbosa da Cunha, 44, um dos pilotos que estava no acidente aéreo que vitimou Eduardo Campos, tinha 20 anos de experiência. Com mais de 1500 horas de voo, foi piloto da TAM antes de assumir o cargo de piloto do candidato, há 3 meses.
A família afirma que ele estava feliz com a nova conquista profissional. De berço evangélico, era natural de Governador Valadares (MG), mas viajava constantemente para os EUA, onde reside seu cunhado.
Entrevistada pelo jornal Estado de Minas, a mãe do piloto, Odete Ferreira da Cunha, 73, soube da notícia da morte do filho caçula pela televisão. “Eu estava no médico quando vi a notícia”, lembra. Afirmou ainda que sua fé está ajudando a superar a perda. “Não cai uma folha de uma árvore sem que seja vontade de Deus. O Senhor está me confortando. É nosso refúgio e nossa fortaleza”.
Sua esposa, Joseline, está em New Jersey (EUA). Segundo o EM, ela viajou para fazer o enxoval do segundo filho do casal. A menina deverá nascer em outubro e se chamará Ana. Rui Barbosa, irmão do piloto, conta que a mulher está em estado de choque. Assim que se recuperar voltará para Santa Luzia, zona urbana de Belo Horizonte, onde mora.
O pastor Renato Bernarde, da Comunidade Cristã Presbiteriana de Newark, onde Geraldo e Josiane congregavam nos EUA, deixou a seguinte nota em sua página do Facebook.
“Aos irmãos, congregados e amigos da CCP Newark. Um dos tripulantes do avião que caiu em Santos, São Paulo, onde faleceu o candidato Eduardo Campos, era o nosso Geraldo (Magela) Cunha. Ele está com o Senhor. Josiane, sua esposa, grávida de 7 meses, está aqui em NJ, preparando o enxoval do bebê. Muitos irmãos e amigos estão juntos neste momento de dor com eles. A presença e conforto de Deus são claras. Cubra-os com suas orações e cuidado”.
É possível um cristão votar no PT? Silas Malafaia critica ideologia do partidoMafalaia detona PT, suas ideologias e seus ídolos
O pastor Silas Malafaia gravou um vídeo esta semana para falar sobre política e responder a um questionamento bastante comum nessa época de campanha eleitoral: É possível um cristão votar no PT?
Antes de começar a explicar, Mafalaia reafirma que não demoniza partidos e que todos têm a liberdade de votar em quem quiser, até mesmo em partidos de ideologia marxista.
O presidente da igreja Assembleia de Deus Vitória em Cristo (ADVEC) e da Associação Vitória em Cristo (AVEC) explicou também porque apoiou o PT em 2006 e agora não apoia mais o partido. “Eu presenciei toda a bancada do PT fazendo força para aprovar o aborto, foi derrubado [o projeto]“, disse. O pastor também comentou sobre o trabalho dos deputados e senadores petistas que queriam aprovar o PLC 122/2006.
O vídeo tem quase 14 minutos e Malafaia fala sobre diversos projetos polêmicos que a bancada do PT apoiou, falando até mesmo das movimentações políticas que os deputados da legenda criaram para tirar o deputado pastor Marco Feliciano da Comissão de Direitos Humanos e Minorias em 2013.
“Como é que alguém que defende o aborto tem a audácia de achar que tem autoridade nos direitos humanos? Tentaram detonar, impediram, esculhambaram… foi uma guerra na Comissão de Direitos Humanos!”
Falando diretamente sobre a presidente Dilma Rousseff e seu antecessor, Luis Inácio Lula da Silva, o pastor Silas Malafaia comentou: “Sabe quem é o grande ídolo de Lula e de Dilma? Fidel Castro. Sabe quem é Fidel Castro? É o bandido que é dono de Cuba, é o bandido que bota opositores na cadeia e mata. É esse que não permite liberdade religiosa, nem liberdade de crença”.
Além das ideologias políticas, Silas Malafaia também comentou sobre as manobras que fizeram contra ele, levantando investigações a fim de encontrar crimes fiscais e financeiros na ADVEC ou na AVEC para desmoralizá-lo diante da sociedade brasileira. Outro tema que o religioso não deixou passar foi o caso do Mensalão.
Silvio Santos recebe carta do Bispo Edir Macedo e a lê ao vivo em seu programa; Assista ao vídeo
Silvio Santos lê carta de Edir Macedo
O apresentador Silvio Santos voltou a comentar em seu programa sobre a construção do Templo de Salomão, da Igreja Universal do Reino de Deus. Em um programa anterior ele mostrou o convite que recebeu de Edir Macedo para comparecer à inauguração do megatemplo e o “bom gosto” empregado na construção. Agora o apresentador leu uma carta de agradecimento enviada a ele por Macedo por ter comentado sobre a obra.
- Prezado Silvio, eu assisti às suas referências ao Templo de Salomão. Obrigado pelas palavras, e obrigado, sobretudo pelo espaço dedicado em sua emissora a uma obra cujo maior objetivo é glorificar o Deus de Israel, o único e verdadeiro Deus – disse a carta lida por Silvio Santos em seu programa.
O proprietário do SBT afirmou ter recebido a carta do “colega” Edir Macedo em função da solenidade de inauguração do Templo de Salomão, que aconteceu na última quinta feira. Silvio Santos elogiou a iniciativa da Igreja Universal em construir uma réplica do Templo de Salomão, e mostrou também em seu programa uma reportagem sobre a cerimônia de inauguração do templo, que ele classificou como uma “obra maravilhosa”.
A reportagem exibida sobre o templo exaltou a grandiosidade da obra, mostrando as dimensões físicas do templo e os detalhes da cerimônia de abertura, destacando a presença de figuras políticas como a presidente Dilma Rousseff.
Foram mostradas também as referências da obra à cultura e religião judaica, como o fato de Edir Macedo ter aparecido em uma cerimonia no local utilizando kipá e talit, acessórios típicos da religião judaica. Ao explicar tais referências, a repórter afirma ser impossível dissociar o cristianismo do judaísmo e ressalta o fato de Jesus ter sido Judeu.
Outro detalhe destacado pela reportagem foi o discurso multireligioso aplicado na cerimônia de inauguração do templo, e também a forma como os fiéis da Igreja Universal passaram a reverenciar a obra, realizando orações junto às paredes do templo de maneira semelhante ao costume adotado no Muro das Lamentações.