Se Jesus fosse vivo seria linchado por palestinos, diz embaixada israelense A mensagem precisou se apagada por não representar o pensamento do governo de Israel

Quem acompanha a página da Embaixada de Israel em Dublin leu uma mensagem ácida criticando os palestinos que moram na Cisjordânia. O texto dizia que se Jesus e Maria morassem na cidade de Belém nos dias de hoje eles seriam linchados por serem judeus. Jesus nasceu em uma parte do estado israelense que hoje pertence aos palestinos.
Os judeus da região são hostilizados e por isto alguém da embaixada teria feito a frase que gerou polêmica e muitas críticas. “Uma reflexão para o Natal… Se Jesus e Maria estivesses vivos hoje, eles seriam, como judeus sem proteção, linchados em Belém por palestinos hostis. Só uma reflexão”, dizia a mensagem que logo foi apagada. Antes de sumir da página oficial da embaixada no Facebook, o texto ganhou sátiras, uma delas foi uma montagem mostrando Jesus e Maria humilhando uma palestina. A fotomontagem foi feita em cima de uma foto famosa que mostra a mulher que foi expulsa de sua casa por dar lugar a colonos no bairro palestino de Sheik Yarrah, na Jerusalém Oriental. Outra montagem mostra um diálogo entre Jesus e Maria em hebraico, nele Cristo responde que pior que judeu em Belém, é ser palestino em Hebron. Hebron é a única cidade na Cisjordânia com um assentamento judaico em seu interior. A briga entre famílias palestinas e israelenses duram há anos e tem se intensificado nos últimos dias. Sobre a mensagem, a embaixada se pronunciou dizendo que o texto foi divulgado sem o consentimento do administrador da página e um pedido de desculpas foi feito para todos os que se sentiram ofendidos
COMPARTILHAR:

+1

Não Consegue Ouvir ?

Participe Por SMS



Igreja