São Paulo completa 459 anos e paulistanos redescobrem a cidade

Vista de cima, São Paulo é mesmo uma selva de pedra. A cada ano mais cinza, mais grisalha. Mas este é só um jeito de ver São Paulo. E se a gente fizesse o contrário, enxergasse a cidade debaixo para cima? Para começar, daria de cara com o céu tão paulistano. Fechado, cheio de nuvens prontas para despejar água. De pingo em pingo, a chuva vira tempestade. Mas do céu também vem outro barulho. Todo dia são quase 600 pousos e decolagens no Aeroporto de Congonhas. Afinal, esta é a cidade com mais gente no Brasil. São onze milhões de pessoas indo e vindo, em um tráfego que fez São Paulo ganhar corpo, estrutura. De viadutos sisudos, como o
Minhocão, a pontes poéticas, como a Estaiada. Poesia que essa senhora, de agora 459 anos, vem resgatando nos últimos tempos. Reformas trouxeram de volta o glamour do teatro Municipal, companheiro dos paulistanos há mais de cem anos, e ao Mercado Municipal, o Mercadão - que voltou a ser ponto de encontro de amigos e famílias. É que os paulistanos estão redescobrindo a cidade. Que, apesar de tão grisalha, continua bela de todos os ângulos.
COMPARTILHAR:

+1

Não Consegue Ouvir ?

Participe Por SMS



Igreja