Jovem argentina se casa com o assassino da irmã gêmea

A argentina Edith Casas, de 22 anos, se casou nesta quinta-feira (14) com Victor Cingolani, condenado a 13 anos de prisão pelo assassinato de sua irmã gêmea em 2010 com tiros no peito. A cerimônia foi marcada por protestos e insultos de manifestantes que estavam do lado de fora do cartório de registro civil de Pico Truncado, sul do país, segundo informações do jornal El Clarín.


Cingolani chegou ao cartório algemado e acompanhado por policiais. O casamento só foi possível mediante autorização judicial. Em dezembro, a mãe das jovens, Marcelina Orellana, entrou com uma ação na Justiça alegando insanidade de Edith por querer se casar com o assassino de Johana, sua irmã gêmea.

O processo conseguiu adiar a cerimônia, antes prevista para dezembro, mas a Justiça decidiu em janeiro que Edith não tinha transtornos mentais que impedissem o casamento.
Cingolani e Johana eram namorados, mas na época do crime estavam separados, e a gêmea vivia com Marcos Díaz, também acusado de ser o autor do homicídio.


COMPARTILHAR:

+1

0 comentários:

Postar um comentário

Postar um comentário

Não Consegue Ouvir ?

Participe Por SMS



Igreja