Polícia americana informa morte de filho à mãe pelo Facebook


Polícia entra em contato com mãe de vítima por mensagem no Facebook
Autoridades do Condado de Clayton, na Geórgia, nos Estados Unidos, entraram em contato com a americana Anna Lamb-Creasey pelo Facebook para dizer que o filho dela estava morto. Ela não soube da existência da mensagem por um mês, uma vez que o recado estava na pasta oculta “Outros” da rede social.
A mãe de Rickie só teve acesso a mensagem da polícia quando acessou a pasta, na qual ficam
armazenados os recados de pessoas que não estão na lista de contatos. A mensagem pedia que ela entrasse em contato com a polícia imediatamente, pois se tratava de um assunto importante.
Ao fazer a ligação, ela descobriu que Rickie havia falecido após ser atropelado por um carro no dia 24 de janeiro. Anna ficou furiosa com o fato das autoridades não conseguirem encontrá-la para dizer pessoalmente que seu filho havia morrido.
“Eles me disseram que fizeram o melhor que puderam. Mas eu não tenho certeza sobre isso. Eles podem achar um criminoso, mas eles não podem me encontrar? Eles poderiam ter feito melhor”, disse Anna ao site Atlanta’s News.
Antes de ler a mensagem, Anna Lamb-Creasey já havia ligado para as delegacias e hospitais locais. Sem resposta, a mulher deixou um recado no mural do filho. “Rickie, onde você está? Te amo, mãe”, escreveu.
A polícia afirmou que antes de mandar uma mensagem para a mãe e irmã da vítima pelo Facebook, eles tentaram entrar em contato de outras formas. As autoridades usaram a conta do funcionário “Misty Hancock”, que na foto do perfil aparece ao lado do rapper TI – cantor que já foi preso por posse ilegal de armas.
Deixe o seu comentário
COMPARTILHAR:

+1

0 comentários:

Postar um comentário

Postar um comentário

Não Consegue Ouvir ?

Participe Por SMS



Igreja