Homossexual entra na FIC e busca “remédio da cura gay”

Homossexual entra na FIC e busca “remédio da cura gay”Feira Internacional Cristã. (Foto:Jessica Tavares)
Um homossexual entrou na Feira Internacional Cristã (FIC) procurando o pastor Silas Malafaia e o deputado Marco Feliciano para comprar o ‘remédio da cura gay’. O fato inusitado foi narrado por uma funcionária de uma editora evangélica que pediu para não ser identificada.
O jovem entrou no estande querendo encontrar com um dos pastores. “Ele me abordou querendo que eu dissesse onde estava o Feliciano, mas aqui não é o estande do deputado”, disse a funcionária.

“Ele disse: ‘eu quero o remédio da cura gay’ e saiu me mandando um beijo. Fiquei confusa”, contou.
A FIC aconteceu entre os dias 17 e 20 reunindo grandes lideranças evangélicas, incluindo os dois pastores citados. Malafaia estava com um estande na feira expondo os produtos da Editora Central Gospel e da Central Gospel Music com uma programação extensa com apresentação de cantores e tardes de autógrafos.
Marco Feliciano não teve estande na feira, mas compareceu no segundo dia do evento. Em conversa informal com o Gospel Prime o deputado contou que tem recebido muitas ameaças por conta das inverdades que foram divulgadas sobre ele.
Total Biblias FIC
Stande da Total Bíblias na Feira Internacional Cristã. (Foto:Jessica Tavares)
O projeto ‘cura gay’ foi uma das maiores. O Projeto de Decreto Legislativo (PDC) 234/2011 é de autoria do deputado João Campos (PSDB-GO) e não fala sobre a cura da homossexualidade, tendo como objetivo sustar artigos da resolução nº1/1999 do Conselho Federal de Psicologia.
O PDC foi retirado de pauta a pedido do próprio autor que percebeu a manobra política que estava sendo armada dentro da Câmara para derrubar o projeto e impedir que outra proposta de teor semelhante fosse apresentada.
Feliciano como presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM) tem enfrentado muitas críticas por conta de sua opinião sobre a homossexualidade, por outro lado tem conseguido dar andamentos a pautas engavetadas há anos como foi o caso das Políticas Indígenas.

por Leiliane Roberta Lopes
COMPARTILHAR:

+1

0 comentários:

Postar um comentário

Postar um comentário

Não Consegue Ouvir ?

Participe Por SMS



Igreja