Visita do Papa em Aparecida não altera a rotina dos evangélicos

Visita do Papa em Aparecida não altera a rotina dos evangélicosVisita do Papa em Aparecida não altera a rotina dos evangélicos
Evangélicos de Aparecida (SP) não tiveram sua rotina alterada por conta da presença do Papa Francisco que visitou a cidade nesta quarta-feira (24) atraindo milhões de fiéis católicos vindos de diversas partes do Brasil e do mundo.
Na igreja Assembleia de Deus Bom Retiro o culto da noite estava marcado para começar às 20h com a expectativa de reunir os 300 fiéis. O pastor responsável pela congregação, Alcir de Souza Siqueira, 51 anos, disse que mesmo com o
papa passando na porta do templo o culto aconteceria normalmente. “Apesar do Papa ser um autoridade eclesiástica, não é o líder da nossa religião. Então, se ele passar aqui em frente e eu estiver no templo, pode ser que eu saia para observá-lo, mas só por curiosidade”, disse ele ao G1.
Siqueira disse também ao site que seus fiéis estavam livres para escolher ver o papa ou não, pois a igreja não havia proibido a participação dos evangélicos na festividade católica que servirá como um marco para Aparecida. “Isso é a critério de cada um, se alguém tiver a curiosidade de ir ver, tudo bem. Nós respeitamos o Papa Francisco”.
Evangélicos de outras denominações também comentaram sobre a visita papal afirmando que a cerimônia foi importante para a cidade, mas que não alteraria suas vidas. “O Papa é uma autoridade e um líder, portanto acho normal que quem professa a fé católica vá vê-lo”, disse Hilton Bruno Mendes Carvalho, membro da Igreja Cristã Maranata.
Já o pastor da Igreja Apostólica do Evangelho Pleno, Adilson José de Lima Castro, que é comerciante, trabalhou muito para receber bem os peregrinos e ainda se preparou para realizar o culto da noite. Ele também não impediu os fiéis de irem ver o Papa. “Acho que nossos fiéis são livres, quem quiser, pode ir ver o Papa, sem problema”.
A cidade de Aparecida tem mais de 35 mil habitantes, 85% são católicos, 11% evangélicos, 0,4% espíritas e 1,8% não tem religião. Os dados são do Instituto Brasileiro de Geografia Estatística (IBGE) que divulgou o Censo realizado em 2010.
Fora os católicos que moram na cidade, todos os anos mais de 11 milhões de romeiros passam por Aparecida para realizar suas preces ou pagar promessas. Por ser um município com muita ligação religiosa, a economia gira em torno de artigos ligados à religião católica.
COMPARTILHAR:

+1

0 comentários:

Postar um comentário

Postar um comentário

Não Consegue Ouvir ?

Participe Por SMS



Igreja