Grupo extremista impõe regras aos cristãos na Síria

Grupo extremista impõe regras aos cristãos na SíriaGrupo extremista impõe regras aos cristãos na Síria
Um grupo de muçulmanos jihadistas da Síria está exigindo uma série de condições aos cristãos de Raqqa para não matá-los. Essas exigências se referem a pagamento de valores em ouro e a restrições sobre a fé.
A BBC informou que o grupo Estado Islâmico do Iraque do Levante (ISIS, sigla em inglês) divulgou um comunicado online confirmando a informação e dizendo que os cristãos que aceitarem o acordo serão protegidos e os que não aceitarem serão mortos.
A ideia do ISIS é implementar uma interpretação extrema da da islâmica nas áreas que controla e a cidade de Raqqa é uma delas. Dentro da crise interna da Síria, Raqqa foi a primeira capital da província a ser tomada pelos rebeldes.

As restrições impostas pelos extremistas impedem reformas em igrejas, exibição de cruzes ou quaisquer símbolos cristãos do lado de fora do templo, orar em público e tocar sinos.
Além disso, os cristãos não devem portar armas e devem seguir todas as regras impostas pelo grupo em suas vidas diárias.
O comunicado oferece três opções para os cristãos da cidade: 1) que poderiam se converter ao islamismo, 2) aceitar as condições do ISIS, ou 3) rejeitar as condições e o controle imposto e correrem o risco de serem mortos.
O site do ministério Portas Abertas pede para que os cristãos brasileiros orem por esta situação na Síria, para que membros desse grupo extremista possam conhecer a verdade do Evangelho e para que os cristãos sejam protegidos.
COMPARTILHAR:

+1

Não Consegue Ouvir ?

Participe Por SMS



Igreja