Religiosos pedem que governo tire do ar Bob Esponja e Os Simpsons

O grupo religioso Comissão Nacional Sobre Assuntos para Defesa da Moral Ucraniana divulgou na semana passada um estudo polêmico. Eles estão querendo proibir no país a veiculação dos desenhos da Disney e outras séries populares.
Os personagens infantis de animação estariam causando uma influência negativa sobre as crianças ucranianas. A Comissão analisou algumas das principais séries infantis que estão nas TVs do país para detectar as que representam “uma ameaça real para as crianças”.
O relatório foi publicado no site católico “Família sob a Proteção da Santíssima Virgem” e divulgado em diversos jornais do país.

Os filmes da Disney, segundo a pesquisa, estimulam a pornografia. Bob Esponja é gay. Além disso, séries como Os Simpsons, Uma Família da Pesada, Pokémon, Teletubbies e Futurama são “projetos especiais destinados à destruição da família e a promoção de drogas e outros vícios”, além de “gerar criminosos e pervertidos”.
Segundo a Comissão Nacional ucraniana, esses desenhos são “um claro exemplo de propaganda do sexismo”. Para Irina Medvédeva, psicóloga citada no estudo, as crianças entre 3 e 5 anos que acompanham essas séries “tendem a imitar os trejeitos dos personagens e a fazer brincadeiras diante de adultos que não conhecem”.
Desenho dos Teletubbies.
Para Irina, por exemplo, os Teletubbies propõe “a criação de um homem ‘anormal’, que passa o dia todo diante da televisão, com a boca aberta e engolindo qualquer tipo de informação”.
Ainda segundo o relatório, os Teletubbies deixariam as crianças em um tipo de transe e o fato de Tinky Winky carregar uma bolsa de uma mulher estimularia os meninos a se vestir como meninas. Também há censura para Shrek (por “conteúdo sadista”) e South Park (por “promover a reencarnação”).  Bob Esponja demonstraria ser gay por aparecer seguidamente dando as mãos ao seu melhor amigo, a estrela-do-mar Patrick.
O grupo católico teve o apoio dos ortodoxos, que são maioria na Ucrânia. Eles pedem que o governo tome providências  e retire os programas do ar. Nenhum órgão governamental se pronunciou sobre o assunto até o momento.
Traduzido e adptado de Daily Mail e WSJ
COMPARTILHAR:

+1

Não Consegue Ouvir ?

Participe Por SMS



Igreja