Exclusivo: Dunga e Gilmar já montam novo projeto

Gilmar Rinaldi, coordenador técnico da Seleção Brasileira e Dunga, o futuro treinador (vai ser anunciado oficialmente na terça-feira ) já trabalham montando o novo projeto.
A reportagem da Jovem Paninformou no dia 15 que o treinador convidado para substituir Felipão "seria uma grande surpresa e não estava em nenhuma lista divulgada até aquele momento". No dia 16, a Jovem Pan informou que a "CBF se prepara para resgatar Dunga". Eis o teor da informação: É muito provável que nesta terça-feira o presidente José Maria Marin apresente mais uma surpresa: o retorno de Dunga para comandar a Seleção Brasileira.
O argumento será resgatar um injustiçado e oferecer a oportunidade de tentar o título como treinador em 2018, passando pela Copa América e Eliminatórias, segundo apurou a Jovem Pan.
O fato de Dunga ter enquadrado o excessivo movimento nos hotéis e na concentração, ter tido o apoio dos jogadores quando decidiu "brigar" com desafetos e deixado a Copa do Mundo de 2010 de maneira "digna" segundo a cúpula da CBF pesou bastante no momento em que o nome do treinador foi colocado sobre a mesa.
Foi lembrado que, com Dunga, os jogadores não fariam fila na porta do salão do hotel, um dia antes de um jogo decisivo para "arrumar o visual e ajeitar as unhas". O ex-capitão da Seleção Brasileira exigiria foco total, disseram seus defensores.
Enquanto os jogadores da Seleção Brasileira trocavam idéias com famosos, os alemães optaram pelos pataxós.
Quando deixou a Seleção em 2010, pesquisas de opinião pública da época eram favoráveis ao treinador. Outro fator bem avaliado foi o fato de Dunga nunca ter sido agressivo nas declarações sobre a CBF após a demissão.
Em carta enviada ao ex-presidente Ricardo Teixeira, na época, ele lembrou que "em relação a 2006, renovamos o elenco da Seleção Brasileira de Futebol, voltamos a ter respeito no cenário mundial e, fundamentalmente, a respeitar a Seleção Brasileira de Futebol e, por extensão, a própria Confederação Brasileira de Futebol – CBF”. Em outro trecho escreveu: “as recentes pesquisas de opinião pública, os resultados obtidos pelos patrocinadores e, notadamente, as conquistas alcançadas dentro de campo, indiscutivelmente, comprovam tal afirmação”.
Minutos antes da apresentação de Gilmar Rinaldi como novo coordenador técnico da CBF nesta quarta-feira, quase todos esperavam que surgisse no palco, entre outros, Leonardo ou Paulo Roberto Falcão. Foi uma surpresa para a maioria do público e da imprensa.
Dunga sabe que cometeu excessos. Se for confirmado, chegará oito anos mais velho.
Einstein disse que "toda experiência é proveniente de uma decisão não acertada".
Isso poderá ajudar o treinador e o futebol brasileiro.
O presidente CBF com a palavra. Na terça-feira.
A ideia é no dia da apresentação (22) divulgar algumas diretrizes do projeto que será implantado sob comando de Gilmar Rinaldi e Dunga.
COMPARTILHAR:

+1

Não Consegue Ouvir ?

Participe Por SMS



Igreja