Vexame: goleada alemã sobre Brasil repercute em sites pelo mundo

'Olé', da Argentina, cita Tom Jobim: 'Tristeza não tem fim'
‘Olé’, da Argentina, cita Tom Jobim: ‘Tristeza não tem fim’
A catastrófica apresentação da seleção brasileira no Mineirão, nesta terça-feira (8), não demorou para ganhar as páginas dos jornais ao redor do mundo. O jogo ainda estava acontecendo quando as páginas de jornais na internet estampavam o espanto pelo resultado.
No site do alemão “Bild”, o placar estava estampado quatro vezes, com o trocadilho “‘Torgasmo’ do ano” (“Tor” é o termo alemão para gol). No “La Nacion”, da Argentina, o termo escolhido era “goleada histórica”. O também argentino “Olé”, famoso pelas provocações contra a seleção brasileira, fez uso das palavras de Tom Jobim para dizer “Tristeza não tem fim”, e deixou que os comentários via twitter ilustrassem o massacre alemão sobre o Brasil no Mineirão.
No “Le Monde”, a manchete ganhava ares de tragédia: “A Alemanha deixa o Brasil em agonia”. O “Ovación”, caderno de esportes do uruguaio “El País”, anunciava “Um nocaute técnico”. No colombiano “El Tiempo”, uma montagem trazia o Cristo Redentor com o rosto afundado nas mãos, sob a manchete “Mineirazo! Uma humilhação mundial!”
No “Marca”, jornal esportivo espanhol, a goleada foi tranformada em “Alemanhazo”. A fotogaleria do diário estampava os choro dos brasileiros sob o título “Um autêntico drama nacional”.
Imagem: Reprodução/Marcello Casal Jr./Ag. Brasil“O Brasil criou um Mundial para ficar para a História. E conseguiu, mas da pior maneira. Se acabaram os sorrisos, e vieram as lágrimas. Após os xingamentos, vieram os aplausos para uma Alemanha que goleou por 7 a 1, e que mostrou que vem seriamente em busca da coroa que os brasileiros não tiveram como buscar”, afirma a crônica do “El Tiempo”.
Após o fim da partida, o “Ole” manteve a derrota brasileira como principal manchete, fazendo um trocadilho com a canção que embalou a torcida albiceleste nas partidas da Copa do Mundo. “Decime que se siete” (“Diga-me que são sete”, uma variação de “Diga-me o que sente”, verso que abre a canção da torcida argentina).

Fonte: O Globo
COMPARTILHAR:

+1

Não Consegue Ouvir ?

Participe Por SMS



Igreja