Ex-jogador Axel doou carro para apóstolo e recebeu 416 multas de trânsito e cobrança de IPVA

Ex-jogador Axel doou carro para apóstolo e recebeu 416 multas de trânsito e cobrança de IPVA
Os ex-jogador Axel, com passagens por clubes como Santos e do São Paulo, recebeu a cobrança de 416 multas e IPVA atrasado de um carro que ele havia doado à Igreja Missão Mundial Graça e Paz, liderada pelo apóstolo Paulo Moura.
A confusão começou em 2002, quando Axel frequentava a denominação e assinou os papéis de doação do veículo, um Mitsubishi Pajero, para a igreja.
Segundo informações do Uol, Axel esqueceu de ir ao Departamento Estadual de Trânsito (DETRAN) para efetuar a transferência legal da propriedade do veículo, e nos meses seguintes, o apóstolo Paulo passou a utilizar o veículo.
Logo depois disso, o veículo teve sua posse transferida para um terceiro, período em que começaram a se acumular multas e atrasos de documentação. Novamente, nem Axel e nem a Igreja Mundial Graça e Paz tomaram a iniciativa de transferir a propriedade legal do veículo para o novo dono.
Em 2009 um oficial de Justiça notificou Axel que seu nome constava na lista da Dívida Ativa da Fazenda de São Paulo, em virtude da falta de pagamento do IPVA do Pajero, além de 416 multas em seu nome, todas pelo mesmo veículo.
O jogador então, foi à Justiça contra a Igreja, contra Paulo Moura e contra a Fazenda do Estado de São Paulo, pois acreditava que os responsáveis pela dívida eram a igreja e o terceiro que comprou o carro do apóstolo.
A Fazenda defendeu-se alegando que nunca foi notificada sobre a transferência do veículo. Já o apóstolo Paulo Sergio de Moura e a Igreja Missão Mundial Graça e Paz defenderam-se alegando que não são mais proprietários do veículo e não foram os infratores, jogando a responsabilidade para o comprador, um professor residente na Bahia.
Diante desse cenário, a Justiça decidiu no dia 23 de abril que Axel deve arcar com as dívidas de IPVA do veículo, pois não transferiu a documentação de forma legal, mas deixou aberta a possibilidade de o ex-jogador acionar judicialmente o atual proprietário do veículo e cobrar dele o pagamento dos impostos atrasados.
Já com relação às multas, a Justiça entendeu que Axel não pode “ser responsabilizado pela prática das infrações de trânsito, pois satisfatoriamente demonstrado que não foi o responsável pela execução dos ilícitos”, e determinou que os pontos computados na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) do ex-jogador sejam anulados.
O juiz ainda negou o pedido feito pela Igreja Missão Mundial Graça e Paz de que Axel pague seus custos com advogados. Porém, a denominação vai recorrer: “O Axel tinha feito a doação do veículo, na época ele deixou de comunicar o DETRAN, conforme determina o Código de Trânsito Brasileiro. Atualmente, o veículo não está mais sob a posse da Igreja, motivo pelo qual a Igreja recorrerá da decisão”, informou a assessoria de imprensa da igreja.
Axel também afirmou que irá recorrer e cobrar do atual proprietário a quitação das dívidas de IPVA com a Fazenda do Estado de São Paulo.

Fonte Gospel Prime 
COMPARTILHAR:

+1

0 comentários:

Postar um comentário

Postar um comentário

Não Consegue Ouvir ?

Participe Por SMS



Igreja