Seleção não é lugar para religião”, avisa Dunga

“Seleção não é lugar para religião”, avisa Dunga"Seleção não é lugar para religião", avisa Dunga
Nos últimos amistosos nos Estados Unidos o pastor Guilherme Batista se reuniu com alguns jogadores da Seleção Brasileira e realizou um culto que terminou com dois jogadores aceitando a Cristo.
O religioso foi convidado por Kaká e David Luiz e chegou a postar uma foto em suas redes sociais chamando Dunga de “chefe”. Porém o treinador da Seleção disse à imprensa que não autorizou a entrada de Guilherme na concentração lá nos Estados Unidos.
“Não permiti o culto dentro do hotel. Temos uma sala onde os jogadores podem receber os familiares ou pessoas mais próximas. (…) O pastor estava nesse setor, mas não concordamos”, disse Dunga.
Os atletas já foram avisados que não podem se reunir com intenções religiosas quando estão na concentração. “Já conversamos com os atletas e expusemos o nosso pensamento. Repito: respeito todas as religiões, mas ali não é o momento. Estamos representando nosso país e temos que nos concentrar no futebol.”
Sobre a foto com o pastor Dunga afirma: “Eu estava em São Paulo, tomando café, e esse rapaz me pediu para tirar uma foto como torcedor, como faço sempre, sem problemas. Depois vi que ele postou como se eu fosse chefe dele, quis induzir algo. Na seleção, sempre aparecem pessoas querendo se aproveitar.” Com informações Veja
Gospel Prime 
COMPARTILHAR:

+1

0 comentários:

Postar um comentário

Postar um comentário

Não Consegue Ouvir ?

Participe Por SMS



Igreja